HOME   >   PSICOTERAPIA   >   TERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL

Terapia Focada nas Emoções
Processo Experiencial Integrativo
Terapia Cognitivo Comportamental
Terapia do Esquema


Terapia Cognitivo Comportamental

Texto escrito pelo psicoterapeuta Marco Mendes, diretor do TFE Brasil, para o site da Federação Brasileira de Terapias Cognitivas

A Terapia Cognitivo-Comportamental, também conhecida pela sigla TCC, é um modelo de psicoterapia que tem se popularizado entre os clínicos e a população, especialmente em função de sua eficácia. Diversos estudos científicos mostraram que a TCC realmente funciona, auxiliando no tratamento de diferentes transtornos mentais, como, por exemplo, a Depressão, o Transtorno Obsessivo-Compulsivo e os transtornos relacionados à ansiedade.

Mas afinal, o que é a TCC e o que a faz tão especial nos dias de hoje? Podemos começar a explicação a partir do próprio nome da abordagem terapêutica. O termo Cognitivo refere-se à cognição, palavra usada para descrever os processos relacionados à interpretação da realidade, ao pensamento, atenção, memória, entre outros. Comportamental, por sua vez, refere-se à busca incessante pela mudança de comportamento, com a dupla paciente-terapeuta experimentando e criando situações nas quais antigas atitudes são colocadas à prova e novos repertórios comportamentais, considerados mais adaptativos e adequados pelo próprio paciente, são alcançados.

Para a TCC existe uma integração entre pensamentos, emoções e comportamentos. Imagine que você está indo para sua casa à noite, caminhando pela rua que por sinal está mal iluminada e escura. De repente, você começa a ver uma pessoa correndo em sua direção. Automaticamente, é muito provável que lhe venha à cabeça um pensamento como “serei assaltado”, acompanhado da aceleração dos batimentos do seu coração e tremor no corpo, que são algumas das reações corporais da emoção do medo. Por sua vez, seu comportamento poderá ser o de correr, gritar ou mesmo ficar paralisado. Acontece que, quando a pessoa se aproxima, você percebe que é alguém conhecido, como, por exemplo, um amigo que mora ali perto. Neste momento, o seu pensamento é “Ah... é o fulano...” Seus batimentos cardíacos voltam ao normal, os tremores no corpo e o medo acabam e, assim, você retoma o caminho para casa.

No exemplo, os pensamentos que surgiram diante da situação e que provocaram emoções e comportamentos, são bastante lógicos, pois não é de se esperar segurança nas ruas das nossas cidades atualmente. Nem todos os pensamentos, porém, têm um caráter racional. Somos invadidos diariamente por vários pensamentos que ocorrem automaticamente e que são, em sua grande parte, fantasiosos e distorcidos. O criador da TCC, Dr. Aaron Beck, considera que os indivíduos em sofrimento emocional, possuem formas de interpretação da realidade rígidas e distorcidas que acabam afetando as suas emoções. A ansiedade e preocupação, por exemplo, podem ser decorrentes da tendência a interpretar qualquer dificuldade como um sinal de que tudo dará errado. Este pensamento irá gerar mais ansiedade e preocupação, afetando as reações emocionais, podendo levar o sujeito a se desesperar e não encontrar uma forma adequada de solucionar a dificuldade. O estado de humor, por sua vez, também influencia os pensamentos. Se nos sentimos deprimidos, tendemos a ter pensamentos em sintonia com a tristeza, como por exemplo, de que não temos força para fazer as tarefas, de que nada irá mudar etc. Sentir-se bem, portanto, seria o resultado de pensar de maneira coerente e realista, sem exageros e fantasias.

Na TCC, paciente e terapeuta procuram identificar interpretações exageradas e pensamentos distorcidos, verificando se existem explicações alternativas e mais realistas para as situações. O pensamento é, então, uma hipótese a ser testada e não necessariamente a realidade. Paciente e terapeuta também trabalham juntos, em parceria, de forma clara e direta, elegendo metas, objetivos e construindo soluções para as dificuldades apresentadas.
Rua Engenheiro Enaldo Cravo Peixoto, 215 – Sala 310 – Tijuca – Rio de Janeiro
(21) 2204 2699 – contato@tfebrasil.com.br